Carreira no Mercado de Esportes Eletrônicos: Você conhece esse mundo?

Carreira no Mercado de Esportes Eletrônicos: Você conhece esse mundo?

Carreira no mercado de esportes eletrônicos

Faz tempo que os esportes eletrônicos deixaram de ser apenas um entretenimento de fim de semana, tornando-se um mercado altamente promissor

“O fluxo do tempo é sempre cruel, sua velocidade parece diferente para cada pessoa, mas ninguém pode mudá-la. Uma coisa que não muda com o tempo é a memória dos dias mais jovens.” Legend of Zelda – Ocarina of Time

Como surgiram os Esportes Eletrônicos?

Nesse artigo, daremos algumas informações relevantes para quem deseja seguir carreira no mercado de Esportes Eletrônicos. Mas antes, vamos conhecer um pouco dos primórdios dos games.

Na década de 1950, cientistas da computação se uniram a educadores no intuito de criar jogos eletrônicos que contribuíssem com o aperfeiçoamento do cérebro em atividades escolares. Dessa maneira, os primeiros jogos eram muito voltados ao desenvolvimento educacional, com especial enfoque em lógica e matemática. 

Em 1958, o físico norte-americano William Higinbotham criou um jogo chamado Tennis for Two, que tinha o intuito de entreter os convidados de uma visita anual promovida pelo laboratório em que ele trabalhava. Apesar de não haver absoluta certeza, esse é possivelmente o primeiro Esporte Eletrônico criado exclusivamente como entretenimento.

Os arcades, conhecidos no Brasil como fliperamas, surgiram na década de 1970, e logo se tornaram febre, principalmente após a entrada da americana Atari e da japonesa Nintendo na produção de jogos dessa modalidade.

A popularização dos jogos eletrônicos

Na década de 1980, os videogames já eram populares, principalmente nos Estados Unidos e no Japão, os dois principais mercados do setor. Space Invaders, Pac-man, Donkey Kong, Missile Command e Super Mario Bros são alguns dos jogos mais populares da década.

8 bits, 16 bits, 32 bits, 64 bits… De lá para cá, os videogames e os esportes eletrônicos evoluíram de uma forma assustadora. Hoje, essa indústria fatura mais que as indústrias do cinema e da música juntas!

Continue comigo para conhecer melhor o mundo da carreira no Mercado de Esportes Eletrônicos.

Pac-man
Super Mario Bros

Um mercado promissor

“A força reside em conhecer a si mesmo. Aprendi que, quando alguém não conhece a si mesmo, está perdido. Eles se tornam uma ferramenta para os outros.” Planescape: Torment

Segundo informações do site brasileiro da Forbes, o mercado de esportes eletrônicos faturou mais de 1 bilhão de dólares no mundo apenas em 2019. Segundo o mesmo site, o Brasil tem o terceiro maior público consumidor de Esportes Eletrônicos do planeta, atrás apenas dos Estados Unidos e da China, com mais de 17 milhões de telespectadores que assistem a jogos do tipo pelo menos uma vez por semana. 

Mas você se engana se acredita que o mercado está aberto apenas a novos jogadores e competidores. Há boas oportunidades de construção de uma nova carreira para narradores, treinadores, streamers e psicólogos, apenas para citar alguns exemplos. 

Jogos como League of Legends, Counter Striker e Fortnite estão entre os jogos mais consumidos no Brasil.

Em 2019, a audiência de competições de esportes eletrônicos, no mundo todo, foi de quase meio bilhão de pessoas. Incrível, não?

Calma, nossa viagem pelo mundo das carreiras no Mercado de Esportes Eletrônicos ainda não terminou. Leia até o final para saber mais.  

Competição de esportes eletrônicos

Grandes empresas embarcam nos Esportes Eletrônicos  

“Nós estamos diante do precipício da mudança. O mundo teme a queda inevitável no abismo. Preste atenção nesse momento, e quando a mudança vier, não hesite em pular. Somente quando você cai no abismo aprende se consegue voar.” Dragon Age II

Quem cresceu nos anos 80 e 90 não poderia apostar na época que os jogos que faziam nosso divertimento poderiam tornar-se uma competição esportiva oficial, como o basquete, o futebol ou o boxe. 

Com esse salto qualitativo e quantitativo, gigantes do mercado tecnológico, como Facebook e Amazon, mergulharam de cabeça nesse setor, com investimentos bilionários. Já as empresas da mídia esportiva vêm apostando na transmissão de competições importantes. 

Na ESPN, os esportes eletrônicos estão entre as cinco seções principais da emissora, junto com o futebol, a NFL (liga de futebol americano), a NBA (liga americana de basquete) e o MMA. No site do Globo Esporte, Esportes Eletrônicos são uma categoria editorial, como Campeonato Brasileiro e Fórmula 1, por exemplo. A emissora SporTV, do grupo Globo, tem os direitos de transmissão televisiva do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLOL), mas plataformas de streaming, como YouTube Gaming, Facebook Gaming e Twitch, têm uma audiência espetacular.      

No Brasil, a rede de lojas Havan criou seu próprio clube de esportes eletrônicos, o Havan Liberty. E para expandir esse projeto, fechou-se uma parceria com a Upei.GG, startup de recrutamento especializada na busca de talentos para o mercado de Esportes Eletrônicos. Outras equipes brasileiras de renome nacional e internacional são:

  • Progaming
  • paiN Gaming
  • INTZ
  • Furia 
  • Loud
Competição de esportes eletrônicos

As características comportamentais das novas gerações e o sucesso dos Esportes Eletrônicos

“Dizer que tudo é permitido é entender que somos os arquitetos de nossas ações e que devemos viver com nossas consequências, sejam gloriosas ou trágicas.” Assassins Creed: Revelations

Nós não poderíamos falar sobre dicas de carreira no mercado de Esportes Eletrônicos sem citar os jovens nascidos da década de 1990 para cá.   

O sucesso do mercado de Esportes Eletrônicos já era algo esperado nas últimas décadas, mas o salto exponencial experimentado nos últimos anos se explica pelo alinhamento do setor às mudanças comportamentais do principal consumidor. 

Segundo pesquisas da Newzoo, líder global em análise de dados no ramo dos games e esportes, a ampla maioria dos telespectadores de Esportes Eletrônicos está na faixa etária entre 14 e 30 anos de idade (com ênfase entre os mais jovens da lista). Dessa forma, enquanto as gerações anteriores encaravam os videogames como passatempo, a nova geração, primeira a ter nascido após o advento e popularização da internet, os encara como algo de suma importância em sua vida.

Diversos canais do YouTube, páginas no Facebook e perfis no Instagram, totalmente dedicados não apenas à divulgação de jogos, mas ao aprofundamento e completa imersão nesse universo, contam com milhares, e até milhões, de seguidores.   

Competição de esportes eletrônicos

Recrutei e Upei.GG: uma parceria promissora  

“Um herói não precisa falar. Quando ele se for, o mundo falará por ele.” Halo: Combat Evolved

A fim de fortalecer o trabalho da Upei.GG enquanto HR Tech e dar sua contribuição na busca de novos talentos que iniciam a carreira no mercado de Esportes Eletrônicos, a Recrutei está investindo sua tecnologia na startup, que promete revolucionar e potencializar esse mercado em nosso país. 

A Upei.GG conta com a sorte de ter como parceira a Mais eSports, considerado um dos maiores portais de mídia especializada em Esportes Eletrônicos no Brasil. O papel da Mais eSports é fundamental neste processo de evangelização do mercado, expandindo a conscientização de empresas e profissionais sobre a importância de tratar o tema “carreira no mercado de Esportes Eletrônicos” de maneira séria e profunda. 

O Havan Liberty está expandindo sua equipe com o apoio da nova plataforma especializada de recrutamento digital da Upei.GG, e isso é motivo de muito orgulho para o nosso time, composto por profissionais entusiastas da inovação tecnológica.

A notícia chegou até à imprensa especializada internacional, como no site italiano Games Village (clique aqui para ler a matéria). 

Se você se interessa em seguir carreira no mercado de Esportes Eletrônicos, é apenas um entusiasta do setor ou mesmo alguém interessado nesse nicho enquanto mercado, saiba que a parceria Upei.GG Havan Liberty representa um passo enorme no sentido de que:  

  • as empresas do setor começaram a entender a importância da profissionalização da atração de talentos para os seus negócios, seja por meio do desenvolvimento de uma marca empregadora forte e da utilização de tecnologia no apoio ao aprimoramento do processo, seja angariando parceiros para a desafiadora missão de ter os melhores talentos compondo seus times;
  • profissionais de alto nível têm a sua disposição novas trilhas de carreira. Como já citado anteriormente, o mercado de Esportes Eletrônicos, em especial no Brasil, tem dimensões robustas e com impactos diretos no mercado de trabalho. Para profissionais de marketing, tecnologia, mídia, imprensa, psicólogos, isso significa um leque maior de funções, especializações e caminhos de carreira com remunerações competitivas, chances de desenvolvimento profissional e pessoal acelerado e descoberta de um novo horizonte de carreira.

Se você quer conhecer as vagas da Upei.GG, clique aqui.

Um abraço e até a próxima!

“Se nossas vidas já estão escritas, seria preciso um homem corajoso para mudar o roteiro.” Alan Wake 

Davi Valukas – Business Developer Recrutei

Paulo Rogério Lázari – CEO Recrutei

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *