Press "Enter" to skip to content

Cálculo de Salário Líquido: Como fazer para sua empresa?

Paulo Rogério Lázari 0

Para fazer o cálculo do salário líquido é necessário descontar todos os impostos e contribuições do salário bruto. Para isso é fundamental que saiba quais são esses descontos e os percentuais que podem mudar cada ano.

Entender como se calcula o salário líquido é importante para que você detecte facilmente qualquer erro que possa ter na sua folha de pagamento. Além disso, você poderá saber com antecipação o valor que você receberá no próximo mês.

Neste post não só te ensinaremos a fazer o cálculo salário líquido, mas também te ajudaremos a entender quais são os descontos e como é calculado cada um deles.

O que é salário líquido e qual a diferença com o salário bruto?

O salário líquido é o valor que, quem trabalha com carteira assinada recebe mensalmente na sua conta. Esse valor é obtido descontando do salário base as contribuições obrigatórias, como INSS, IRRF e os descontos opcionais, como plano de saúde, vale-transporte, contribuição sindical, empréstimos, etc.

O salário bruto, também conhecido como salário base ou salário nominal, é o valor total antes de ser feito qualquer desconto.

Quais são os descontos obrigatórios na folha de pagamento?

Além dos descontos eventuais que podem ser ocasionados por faltas ao trabalho, tardanças, etc. Existem dois tipos de contribuições que são realizadas mensalmente na sua folha de pagamento. A seguir você verá quais são e a forma de calculá-las.

INSS

O INSS é o desconto que futuramente se tornará a sua aposentadoria. Também será utilizado como base para cálculo no caso em que você seja demitido e solicite o seguro-desemprego.

O percentual de desconto do INSS dependerá do valor do seu salário bruto. Antes de fazer o cálculo deve consultar a tabela abaixo para saber qual o percentual de desconto que lhe corresponde por cada faixa salarial.

Tabela de cálculo de INSS 2020

Faixa SalarialSalário brutoAlíquota de INSS
Primeira faixa salarialR$ 1.045,007,5%
Segunda faixa salarialDe R$ 1.045,01 a R$ 2.089,609,0%
Terceira faixa salarialDe R$ 2.089,61 a R$ 3.134,4012,0%
Quarta faixa salarialDe R$ 3.134,41 a R$ 6.101,0614,0%

Os contribuintes que receberem um salário bruto superior a R$6.101,06 deverão pagar o valor máximo da previdência que equivale a R$ 713,10.

Como calcular o INSS?

O desconto do INSS se obtém de um cálculo progressivo. Isso quer dizer que se você recebe um salário mínimo, que atualmente equivale a R$ 1.045,00, o desconto do INSS será de 7,5%. Mas se você recebe mais do que isso, deverá fazer o cálculo de cada faixa salarial até atingir o valor do seu salário bruto.

Veja o exemplo abaixo.

João recebe um salário bruto de R$ 3.000,00, observando a tabela vemos que o salário dele está na terceira faixa salarial. Para calcular o INSS deverá fazer as seguintes contas:

Cálculo do INSS do valor que está na primeira faixa salarial: 

R$ 1.045,00 x 7,5% = R$ 78,38

Cálculo do INSS do valor incluso na segunda faixa salarial:

R$ 2.089,60 – R$ 1.045,00 = R$ 1.044,60 x 9% = R$ 94,01

Cálculo do INSS do valor incluso na terceira faixa salarial:

R$ 3.000,00 – R$ 2.089,61 = R$ 910,39 x 12% = R$ 109,25

Para calcular o total do INSS deveremos somar o INSS correspondente a cada uma das faixas salariais:

R$ 78,38 + R$ 94,01 + R$ 109,25 = R$ 281,64

Portanto, o valor descontado do salário bruto de João referente ao INSS será de R$ 281,64. Após esse desconto seu salário será de: 

R$ 3.000,00 – R$ 281,64 = R$ 2,718.36‬

IRRF

O IRRF é o Imposto de Renda Retido na Fonte, essa contribuição será descontada do empregado, mas é o empregador quem a repassa para a Receita Federal. O IRRF é outro desconto obrigatório, más apenas para quem recebe um salário maior a R$ 1.903,98. Se o seu salário é menor a esse valor, não tem nenhum desconto referente a essa contribuição, caso contrário, veja a tabela a seguir.

Tabela do IRRF 2020 (referente ao ano calendário 2019)

Salário brutoAlíquotaParcela dedutível
De R$ 1.903,99 a R$ 2.826,657,5%R$ 142,80
De R$ 2.826,66 a R$ 3.751,0515%R$ 354,80
De R$ 3.751,06 a R$ 4.664,6822,5%R$ 636,13
Acima de R$ 4.664,6927,5%R$ 869,36

Além da parcela dedutível da tabela, para cada dependente do trabalhador, existe uma dedução de R$ 189,59 do salário bruto.

Como calcular o IRRF?

O cálculo do IRRF é mais simples, você só precisa identificar a faixa do seu salário bruto e calcular a alíquota correspondente a esse valor. Após obter o resultado deverá subtrair a parcela dedutível. No caso de ter dependentes, poderá ainda deduzir R$ 189,59 do salário bruto por cada um deles.

Continuamos com o exemplo de João. Já sabemos que ele recebe um salário bruto de R$ 3.000, portanto a alíquota que lhe corresponde é de 15%.

Se ele não tivesse nenhum filho, faríamos o seguinte cálculo:

R$ 3.000,00 x 15% = R$ 450,00 – R$ 354,80(parcela dedutível) = R$ 95,20

Esse seria o valor do desconto do IRRF, no caso dele não ter dependentes.

Mas o João tem um filho, portanto, o valor de R$ 189,59 será deduzido do salário bruto:

R$ 3.000,00 – R$ 189,59 = R$ 2.810,41

Com esse valor João não se encaixa mais na segunda faixa, e sim, na primeira. Portanto, agora o cálculo é o seguinte:

R$ 2.810,41 – 7,5% = R$ 210.78 – R$ 142,80 = R$ 67,98

O valor do desconto do IRRF do João será de R$ 67,98, já que ele tem um dependente.

Quais são os descontos adicionais para o cálculo do salário líquido?

Eventualmente a empresa pode descontar outros valores que são acordados previamente. Por exemplo, vale-transporte, plano de saúde, empréstimos e, uma vez por ano, a contribuição sindical.

Os valores desses descontos são informados previamente e se empregado opta por receber vale-transporte a empresa pode descontar até 6% do salário bruto.

No caso do João receber vale-transporte e a empresa descontar, o cálculo será o seguinte:

R$ 3.000,00 x 6% = R$ 180,00

A empresa onde o João trabalha poderá descontar até R$ 180,00, mas se o João gasta mais em transporte público, será a organização que arcará com a diferença.

Como é feito o cálculo salário líquido?

Agora que sabemos o valor dos descontos, calcularemos o salário líquido do João subtraindo do salário bruto, os valores obtidos.

Vamos fazer as contas:

R$ 3.000,00 (salário bruto)

  • R$ 281,64 (INSS)
  • R$ 67,98 (IRRF)
  • R$ 180,00 (vale-transporte)

______________________

R$ 2,470.38 (salário líquido)

Após os descontos, podemos concluir que o salário líquido do João é de R$ 2470,38.

O cálculo do salário líquido é uma conta que na primeira vez pode parecer confusa, mas depois que você faz é muito mais fácil de entender e poderá fazê-la sempre que precisar.

E você? Conseguiu calcular seu salário líquido seguindo o nosso passo a passo? Conte para nós nos comentários, esperamos ter lhe ajudado! Caso precise de mais dicas de RH, veja nossos outros conteúdos.

Paulo Rogério Lázari

Teste gratuitamente nossa plataforma de Recrutamento & Seleção

demo-recrutei

Compartilhe esse artigo nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *