Press "Enter" to skip to content

RH Ágil: Um Manifesto dos Novos Gerentes de RH

Felipe Castro 0

Falar sobre RH ágil não é tarefa simples, por isso vamos começar definindo que um humano não é simplesmente um recurso. Simplesmente considerar que os colaboradores nos dias de hoje precisam ser concentrados, motivados e criativos acaba definindo-os como recursos que são utilizáveis, e que quando a “bateria” de um se esgotar, você simplesmente o substitui, bem parecido com o filme Matrix.

Além disso, sabemos que a equipe de gestão de pessoas não pode simplesmente montar um time dizendo: “eu quero duas pessoas para desenvolvimento de software, um vendedor e uma pessoa para marketing digital”.

Montar uma equipe é extremamente complexo, e acho que todos já sabemos disso. Dessa forma, a gestão de recursos humanos que tínhamos há um tempo atrás não é mais válida. É necessário que tenhamos uma mudança de mindset.

rh ágil

Considerando tudo que foi posto, é necessário uma mudança na gestão de desempenho do RH, com o objetivo de torná-lo mais eficiente e entregar resultados de forma mais rápida e consistente para toda a empresa.

Dessa forma, centralizamos neste artigo algumas dicas que a própria ScrumOrg deu para que tornemos nossos departamentos de RH mais ágeis.

1. RH Ágil: Distribua as Responsabilidades Dentro da Organização

via GIPHY

Técnicas de entrevista e competências relacionadas a seleção dos colaboradores não podem estar centralizadas no RH Ágil. Nesse modelo, todo gestor de área tem a capacidade de realizar entrevistas.

Além disso, é dada maior autonomia aos departamentos solicitantes de vagas para a efetivação da contratação. Os métodos ágeis tem essa característica: a descentralização da tomada de decisão.

2. RH Ágil: Foque nos Talentos

via GIPHY

Muitas empresas, principalmente as que realizam contratações para cargos mais técnicos, tendem a focar nas hard-skills. Por um ponto de vista, está correto, considerando que a pessoa precisa entregar resultados.

Do outro lado, quando focamos somente nas hard-skills, estamos ignorando potenciais talentos que podem ser desenvolvidos dentro da empresa.

Além disso, a montagem de equipes com pessoas de diferentes competências, conhecido como squad, colaboram para a implantação do manifesto ágil do RH. Além de ser entregue o projeto em tempo muito menor.

3. RH Ágil: Busque Constantemente por Talentos

via GIPHY

Muitas empresas tem sua época de processos seletivos, ou ainda pior, é aberto o processo seletivo somente quando existe uma demanda imediata. Ao utilizar as metodologias ágeis no RH, deve-se ter em mente que as candidaturas devem estar abertas sempre.

Dessa forma, você poderá criar um banco de talentos que auxiliará na redução do seu time-to-hire.

Para que isso aconteça de forma orgânica, e que seu RH não precisa sempre focar esforços em atrair talento, é importante que a empresa possua um processo de employer branding bem estruturado. Dessa forma os talentos terão constante vontade de fazer parte da equipe;

4. RH Ágil: Orientação por Processos

No começo deste artigo, nós falamos que as pessoas não são como baterias, que podem ser substituídas quando esgotadas. Dessa forma, é impossível substituir um colaborador de forma rápida e eficiente.

Cada vez mais o processo de recrutamento e seleção deve considerar isso, e por conta disso muitas empresas adotaram um processo de onboarding com o objetivo de ambientar o novo colaborador.

Um ótimo exemplo de como isso acontece é o processo da Zappos.com, no qual qualquer pessoa que começar na empresa passará por 4 semanas de imersão, independente da área e do nível de experiência.

No fim do processo todos acabam passando pela área de atendimento ao cliente para responder e sanar dúvidas dos clientes.

5. RH Ágil: Líderes, não gerentes

via GIPHY

Sabemos que a maioria dos gerentes deveriam ser líderes. Mas sabemos que isso não é a realidade. Para tornar o RH mais ágil e estimular a melhoria contínua entre os colaboradores, é necessário que os gerentes tenham a capacidade de atuar quase que como um coach para sua equipe.

Dessa forma os recursos humanos precisam despender menos tempo para avaliar cada colaborador e auxiliá-lo a definir seu plano de carreira.

6. RH Ágil: Avaliações constantes de Desempenho

Esse tópico é um pouco mais longo, mas acredito que o título é um pouco auto-explicativo. O RH ágil deve valorizar os resultados entregues pelo colaborador, e eliminar fatores como tempo de experiência de pré-requisitos para promoções e bônus.

O ideal é ques seja criado um mecanismo que valorize a competência de cada indivíduo, estabelecendo um fixo e um variável para todos os cargos.

A atenção aqui fica voltada para o fato de que é preciso que as metas sejam atingíveis. Não adianta você colocar uma meta fora da realidade para seus colaboradores. Isso irá desmotivá-los e afetará negativamente nos resultados que esperamos.

7. RH Ágil: Foque na Cultura da Empresa

Foque na Cultura da Empresa

É bastante difícil de se desenha a cultura da empresa da forma que desejamos. Por isso, é importante que, caso já estejamos com a cultura esperada, foquemos na contratação de pessoas com fit cultural.

Uma única pessoa pode afetar negativamente o comportamento de todo time, e de certa forma, o RH é responsável pela manutenção da cultura organizacional do time.

Como falamos em nosso artigo sobre fit cultural, quando seu colaborador se encaixa na cultura do time, ele é mais produtivo, tem maior engajamento e é mais feliz no ambiente de trabalho.

A mudança na cultura do RH é algo que precisa acontecer. Com a transformação digital, muitas empresas negligenciam o poder e a importância de um RH bem estruturado.

Em uma era onde as empresas disputam por melhores talentos, possuir a metodologia ágil é extremamente importante e vantajoso. Principalmente em áreas como a de gestão de pessoas.

E o seu RH? Como está em relação ao dos concorrentes? E como está em relação a outras áreas da empresa? Ele já passou pela transformação ágil, ou ainda é engessado e realiza apenas tarefas operacionais?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *