7 Dicas de negócios para headhunters

7 Dicas de negócios para headhunters

headhunter

Esse artigo contém dicas de negócios para headhunters iniciantes, mas também pode ser uma fonte complementar de informações para profissionais experientes que conhecem o valor da aprendizagem contínua!

O mercado de trabalho no Brasil sempre foi desafiador: ciclos de desemprego, falta de qualificação profissional, dificuldades de adaptação à cultura organizacional. São diversos elementos que deixam a jornada de contratação mais complexa, tanto para o candidato como para a empresa. E esse desafio tem se intensificado com o avanço tecnológico da chamada Era da Informação. Leia nossas sete dicas de negócios para headhunters e entenda.

Para suprir essa lacuna, existe um profissional dedicado a não apenas encontrar talentos de forma mais ágil (afinal de contas, esse é um dos lemas da Era da Informação), mas também, e principalmente, encontrar o profissional certo para a vaga certa. Além disso, ele pode atuar como um consultor, indicando caminhos e soluções ao departamento de Recursos Humanos e otimizando todos os seus processos! Estamos falando do headhunter.

Se você gosta de trabalhar com pessoas e tem interesse em abraçar esse desafio, leia esse texto até o final, pois ele te dará dicas muito importantes para começar bem esse trabalho! 

Mas o que é um headhunter? 

O headhunter (ou caçador de talentos em português) é o profissional responsável por atrair talentos adequados às necessidades de seus clientes contratantes (as empresas parceiras) através de estratégias como a busca em sites de vagas, a utilização de plataformas de recrutamento digital como a da Recrutei, entre outras. 

Um headhunter é um profissional liberal, que muitas vezes atua sozinho, ou um pequeno empreendedor com uma consultoria. 

Dessa maneira, é necessário entender que o headhunter é um prestador de serviços no modelo B2B, um fornecedor. Ele é contratado pela empresa, não fazendo parte de seu quadro de colaboradores. Dessa forma, as dicas de negócios para headhunters que vamos apresentar se tornam mais importantes, pois esse profissional é o responsável pelo sucesso de seu trabalho!

Como surgiu a profissão de headhunter?  

Segundo Rodrigo Sahd, do Foursales Group, esse profissional surge na década de 1950 nos Estados Unidos, que acabava de sair da II Guerra Mundial e via seu mercado em franca expansão, o que tornou necessário agilizar os processos de contratação de novos profissionais. 

No Brasil, consultorias especializadas começaram a se multiplicar e se popularizar a partir do início do século XXI. 

Headhunters podem atuar sem um segmento específico, mas profissionais mais experientes da área recomendam que haja uma segmentação na qual esse profissional seja especializado, pois isso garante uma assertividade maior tanto na busca do talento quanto no fechamento da vaga. Mas isso não significa que esse especialista não possa trabalhar com vagas de outras áreas de modo complementar. 

Se você gosta de trabalhar com pessoas e tem interesse em abraçar esse desafio, leia esse texto até o final, pois ele te dará dicas muito importantes para começar bem esse trabalho! 

7 dicas de negócios para headhunters

Fique atento às 7 dicas de negócios para headhunters que seguem abaixo:

  • Que os desafios do início da carreira sejam um estímulo 
  • Estabeleça relacionamentos com o mercado 
  • Seja um vendedor ao abordar potenciais clientes
  • Seja um empreendedor, mas também um bom administrador 
  • Nunca pare de estudar 
  • Entenda profundamente as dores do seu cliente 
  • Nunca se esqueça dos feedbacks 
  1. Que os desafios do início da carreira sejam um estímulo: nós sabemos que todo início de negócio é especialmente desafiador, e para uma consultoria não é diferente. Nossa primeira dica de negócios para headhunters novatos é que tenham esse desafio como um estímulo, não como uma barreira! Esse mindset será fundamental para que o novo negócio prospere e você seja reconhecido como um profissional diferenciado no competitivo e sempre em mutação mercado de headhunters. 
  2. Estabeleça relacionamentos com o mercado: não pense nas empresas e candidatos apenas como clientes, mas sobretudo como parceiros. Os mesmos candidatos inadequados para uma determinada vaga podem ser ideais para vagas futuras. Ao mesmo tempo, empresas parceiras podem funcionar como divulgadoras do seu trabalho, estabelecendo um marketing de relacionamento. 
  3. Seja um vendedor ao abordar potenciais clientes: existe um mercado de headhunters altamente competitivo. Por isso, utilize técnicas de vendas para fechar negócios com empresas parceiras. Caso você já tenha aptidões como vendedor, coloque-as em ação. Caso não tenha, corra atrás de cursos, palestras e materiais de estudo!
  4. Seja um empreendedor, mas também um bom administrador:  sabemos que toda pessoa que se aventura profissionalmente fora da zona de conforto de um trabalho “de carteira registrada”, como se diz popularmente, já tem uma veia empreendedora acentuada, mesmo que inconscientemente. A liberdade de assumir os riscos e a responsabilidade pelos resultados positivos e negativos do próprio destino encanta essas pessoas. E isso não está errado, mas é preciso pensar além. Saber administrar o negócio quando ele já estiver em funcionamento é de suma importância. Dicas de negócios para headhunters estariam incompletas se não abordassem a necessidade de saber lidar com a parte burocrática do negócio!
  5. Nunca pare de estudar: parece um clichê, mas é vital nunca parar de estudar, sobretudo em um negócio tão envolvido com as inovações tecnológicas ligadas ao mercado de trabalho! Foi-se o tempo em que as pessoas cursavam uma graduação e podiam passar o resto de suas vidas ostentando aquele título acadêmico como uma espécie de tutor de sua profissão! Hoje, a necessidade de educação continuada, de aperfeiçoamento constante, é imprescindível. E não estamos falando necessariamente de cursos regulares de graduação, pós-graduação ou mesmo cursos extra-curriculares avulsos. A busca solitária por conhecimento, seja através de livros, revistas e publicações semelhantes, seja através de conteúdo pela internet, como vídeos no YouTube, e-books e blog posts, ou mesmo através de conteúdo publicado por especialistas no LinkedIn, deve ser uma prioridade. Não imagine que a ação deva sempre sobrepor a preparação. Lembre-se que o lenhador que não afia o seu machado dificilmente vai derrubar alguma árvore naquele dia!
  6. Entenda profundamente as dores do seu cliente: dedique-se a entender os detalhes que motivaram seu cliente a te contratar. A cada vaga que ele solicita, procure entender as características que o candidato deve ter, quais serão as atribuições do cargo, qual o tempo necessário para o fechamento da vaga. Acima de tudo, seja honesto e transparente com ele, utilizando suas habilidades consultivas para que juntos vocês possam atingir um ponto de equilíbrio! 
  7. Nunca se esqueça dos feedbacks: por último, mas não menos importante, crie o hábito de dar feedback em todas as situações. Um candidato que não foi aprovado em alguma etapa do processo, principalmente nas etapas finais, tem o direito de saber por quais motivos não foi aprovado. Esse cuidado demonstra que sua consultoria não o trata apenas como um número em uma base de dados, mas como um ser humano procurando seu lugar ao sol, cheio de sonhos e expectativas. Da mesma forma, a empresa parceira precisa ser informada sempre que houver algum ponto de oportunidade envolvendo suas ações de contratação. Por fim, é importante ouvir o feedback da empresa parceira em relação à assertividade do seu trabalho. Só assim é possível crescer e estabelecer um negócio sólido no mercado de headhunters!

E aí? Gostou de nossas dicas de negócios para headhunters? Esperamos que elas possam te ajudar a estabelecer boas bases para trilhar sua carreira como um headhunter. Acompanhe nosso blog para aprender mais sobre esse fantástico universo de Recrutamento & Seleção! 

Até a próxima!     

Davi Valukas – Business Developer

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *