Press "Enter" to skip to content

Entrevistas semiestruturadas: como aplicar na contratação dos seus talentos

Paulo Rogério Lázari 0

As entrevistas semiestruturadas é um tipo de entrevista versátil que dá flexibilidade tanto ao entrevistador quanto ao candidato, mas sem deixar de orientar o rumo do diálogo. Entenda mais sobre essa forma de entrevista de emprego e descubra se é a ideal para sua empresa.

entrevistas semiestruturadas

A contratação de novos colaboradores é uma atividade que exige uma atenção especial. Identificar novos talentos que realmente sejam compatíveis com as necessidades da organização não é uma tarefa fácil. Para consegui-lo é necessário realizar um processo seletivo de qualidade e uma das etapas mais importantes é a entrevista.

A entrevista de emprego é a oportunidade de conhecer melhor o candidato, identificar suas fortalezas e debilidades e assim, descobrir se é a melhor opção para o projeto.

Existem três tipos de entrevistas de emprego, a entrevista estruturada, não estruturada e semiestruturada.

As entrevistas estruturadas é aquela que segue um roteiro e a cada uma das questões é atribuída uma pontuação. 

A entrevista não estruturada é mais informal. Nela o entrevistador guia o rumo do diálogo de acordo com o seu desenvolvimento.

E por último, temos a entrevista semiestruturada que é uma mistura das duas técnicas. Hoje você entenderá melhor como ela funciona e se é a melhor alternativa para sua empresa.

O que é entrevista semiestruturada?

As entrevistas semiestruturadas utilizam uma diretriz inicial para orientar o diálogo, mas de acordo com a evolução da conversa o entrevistador é livre para conduzi-la da melhor forma possível.

Nas entrevistas semiestruturadas é importante preparar as perguntas mais importantes que orientarão o diálogo, porém, não é preciso segui-las rigidamente. É possível mudar a ordem, alterá-las e incluso substitui-las, mas deve se ter em consideração que os tópicos selecionados são importantes para os objetivos da vaga em questão.

A entrevista semiestruturada oferece maior liberdade para o entrevistador e o candidato, assim, é possível quebrar o gelo mais facilmente e conseguir uma melhor interação.

Nessa modalidade de entrevista, os recrutadores devem ser totalmente parciais. Em uma entrevista estruturada isso é mais fácil, visto que cada questão recebe uma nota que permite chegar a uma conclusão matemática no final.

Nas entrevistas semiestruturadas as coisas ficam mais subjetivas e a impressão do entrevistador pode afetar uma decisão mais objetiva, portanto, é importante que a visão pessoal do recrutador não interfira na avaliação do candidato.

Como aplicar as entrevistas semiestruturadas ?

Realizar uma entrevista semiestruturada precisa de uma preparação. Uma vez que temos claras as necessidades e objetivos da vaga, o passo seguinte é preparar a entrevista.

Ao preparar a entrevista devemos formular as perguntas que servirão de guia, não precisam ser muitas. A partir delas você direcionará o diálogo para obter as informações pertinentes à vaga que precisa ser preenchida e também para conhecer melhor o perfil do candidato.

Antes de começar, deixe o candidato à vontade, dessa forma poderão se obter melhores resultados.

Durante a entrevista, é importante ter bastante claro o objetivo de cada uma das perguntas, assim, poderemos mudá-las ou direcioná-las de acordo com o desenvolvimento do diálogo sem nos esquecer do propósito.

Esse tipo de entrevista pode ser aplicado inclusive em vagas de TI, temos um artigo em nosso blog que aprofunda o tema de recrutamento em tech

Durante a entrevista, é importante ter bastante claro o objetivo de cada uma das perguntas, assim, poderemos mudá-las ou direcioná-las de acordo com o desenvolvimento do diálogo sem nos esquecer do propósito.

A entrevista semiestruturada exige facilidade de improvisação e uma maior experiência do recrutador, uma vez que é necessário buscar um diálogo espontâneo sem perder o foco e, ao mesmo tempo, avaliar o candidato.

Quais são as vantagens dessa modalidade?

Por ser uma combinação entre a entrevista estruturada e não estruturada, oferece um número maior de vantagens, veja a seguir.

Não permite esquecer o foco

Ao elaborar um direcionamento para a entrevista é mais fácil se manter no foco, assim, as perguntas importantes para a vaga não serão esquecidas.

Depois de finalizar uma entrevista não estruturada, por exemplo, é muito frequente perceber que faltaram informações importantes ou alguma coisa foi esquecida. Com a entrevista semiestruturada isso não acontece porque o que é realmente necessário está na estrutura básica que foi criada antes de iniciar a conversa.

Tem maior flexibilidade

Apesar de ter uma guia para orientar a entrevista, é possível nos aprofundarmos em diversos pontos que podem surgir enquanto conversamos com o candidato. Dessa forma, é provável que se obtenham informações úteis que não teríamos conseguido com uma entrevista estruturada, por exemplo.

Permite conhecer melhor os candidatos

Ao termos uma conversa mais espontânea é possível obter respostas mais naturais. Quando seguimos um roteiro ao pé da letra é mais difícil conseguir respostas que reflitam realmente o que pensa o candidato, dado que esse tipo de perguntas podem ser previamente preparadas pelos postulantes.

Ao levar o diálogo mais naturalmente o candidato dará respostas mais autênticas, que nos permitirá descobrir se tem o perfil ideal para o cargo que pretende ocupar.

Possibilita diferenciar melhor aos entrevistados

O rumo da entrevista dependerá das respostas de cada um dos candidatos, portanto, além de demostrar sua versatilidade ante uma pergunta inesperada, permite uma maior diferenciação entre eles.

Permite esclarecer informações

As entrevistas semiestruturadas permitem esclarecer alguns pontos durante a entrevista, sendo possível voltar a temas já citados com outra abordagem para deixar totalmente claras algumas informações.

Quais são as desvantagens das entrevistas semiestruturadas ?

As entrevistas semiestruturadas exige,m ampla experiência do e um domínio muito maior do profissional de RH para conduzir a entrevista.

O recrutador deve estar preparado não só para conduzir a conversa de forma espontânea, mas, ao mesmo tempo, avaliar as respostas e atitudes do candidato.

Para isso o entrevistador deve ser uma pessoa não só capacitada, mas também com ampla experiência.

A entrevista semiestruturada pode deixar inseguro um entrevistador com pouca experiência, para isso deve se preparar com tempo para fazer um bom trabalho.

Em que situações é recomendado fazer uma entrevista semiestruturada?

A entrevista semiestruturada é indicada para todo tipo de empresa que esteja preparada para executá-la.

Como foi mencionado, o sucesso dessa modalidade de entrevista depende de um profissional experiente e qualificado, portanto, só deve ser aplicada se houver um recrutador preparado para tal função.

A entrevista semiestruturada é recomendada nos casos em que o cargo oferecido exige uma maior flexibilidade do candidato, dado que através de perguntas inesperadas é possível avaliar a capacidade de improvisação do postulante.

Fazer uma boa entrevista de emprego é fundamental para a captação de profissionais competentes que possam realizar uma função satisfatória que contribua com o sucesso de uma organização.

A entrevista semiestruturada é uma excelente forma de conhecer mais profundamente o candidato antes de optar por ele para a sua contratação.

Ainda não se decidiu se a entrevista semiestruturada é a melhor opção para sua empresa? Então, aprenda agora um pouco mais sobre a entrevista estruturada e tire suas próprias conclusões.

Continue lendo nosso artigos e conheça nossas certificações gratuitas em RH na Recrutei Academy

Paulo Rogério Lázari
www.recrutei.com.br


Teste grátis nossa plataforma de Recrutamento e Seleção!




Compartilhe esse artigo nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *