Press "Enter" to skip to content

Teste DISC: tudo sobre uma das análises comportamentais mais conhecidas do mercado

Felipe Castro 0

Em um artigo anterior falamos sobre a importância de realizar análise comportamental no recrutamento e seleção. Demos exemplos de várias análises de perfil comportamental, e hoje vamos nos aprofundar no DISC. Como ele funciona? Quais as variantes de perfil que podemos ter como resultado?

O que é o Teste DISC?

Teste DISC: tudo sobre uma das análises comportamentais mais conhecidas do mercado
William Marston também é o criador da Mulher-Maravilha

Duzentos e quarenta anos atrás cientistas e filósofos começaram a identificar e reconhecer que a diferença nos comportamentos das pessoas possuem certo padrão. Desde então, psicólogos se aprofundaram no comportamento humano.

c

Um destaque na área foi o psicólogo William Moulton Marston, autor do livro “As Emoções das Pessoas Normais”, no qual aprofunda sobre como determinados comportamentos estão ligados.

Ele define quatro construtos que, segundo ele, conseguem definir o comportamento da pessoa no dia a dia. Estes quatro constructos são: Dominância (D), Influência (I), Estabilidade (S) e Conformidade (C).

Posteriormente vamos nos aprofundar em cada um destes constructos e as características

Diferente de outras análises comportamentais, este teste busca entender o comportamento da pessoa em situações normais – existem muitos testes de distúrbios comportamentais e estes não são tão úteis para as empresas.

Como funciona o Teste DISC?

O modelo de comportamento humano trabalhado pelo DISC é parte de observações de que as pessoas se comportam geralmente de duas maneiras:

  • Força Interna: Algumas pessoas são mais extrovertidas, enquanto outras são mais reservadas: você pode considerar que esse é o motor de cada pessoa, ou o ritmo – algumas pessoas sempre parecem prontas para iniciar um projeto ou conversa, enquanto outras são mais lentas e mais cautelosas.
  • Orientação Externa: Algumas pessoas são mais orientadas a tarefas, enquanto outras são mais orientadas a pessoas: você pode pensar nisso como o foco da pessoa, ou a orientação natural para cumprimento de tarefas e atividades. Algumas pessoas estão focadas em terminar as suas tarefas no ambiente de trabalho, enquanto outras estão focadas em conhecer melhor e entender as pessoas ao seu entorno.
Teste DISC: tudo sobre uma das análises comportamentais mais conhecidas do mercado

Quatro principais traços de personalidade:

Dessa forma, temos então 4 traços de personalidade que nos ajudam a definir uma pessoa:

  • Extroversão;
  • Introversão
  • Orientação a Pessoas
  • Orientação a Tarefas ou Objetivos

Todas as pessoas possuem todos os traços citados acima – em diferentes momentos de vida e situações. No entanto, a maioria das pessoas geralmente possui um ou dois destes traços que mais se adequa a seu comportamento do dia a dia e, consequentemente um ou dois destes traços não se encaixam ou tem pouco a ver com o comportamento da pessoa.

Sendo assim, o balanceamento entre estes quatro traços que define os diferentes perfis comportamentais do teste DISC. Podemos representar todas as personalidades possíveis por meio do diagrama abaixo:

Então, os quatro principais traços de personalidade são, no sentido horário são:

  • Extrovertida e orientada a tarefas (quadrante superior esquerdo)
  • Extrovertida e orientada a pessoas (quadrante superior direito)
  • Introvertida e orientada a pessoas (quadrante inferior direito)
  • Introvertida e orientada a tarefas (quadrante inferior esquerdo)

A seguir vamos detalhar as características que cada quadrante possui. Para cada quadrante daremos uma letra, que posteriormente formará o anagrama DISC.

Teste DISC: tudo sobre uma das análises comportamentais mais conhecidas do mercado

Teste DISC: O Dominante “D”

Teste DISC: tudo sobre uma das análises comportamentais mais conhecidas do mercado

Extrovertido e extremamente orientado a tarefas. É motivado por chegas a linha de chegada o mais rápido possível. Na maioria das situações eles preferem liderar a ser liderados –  geralmente chegando a cargos de gerência. Possuem auto-estima elevada e tem tranquilidade para assumir riscos.

Outro ponto forte que o Dominante possui quando trabalhando em grupo é referente a sua visão holística da equipe: ele é melhor tendo uma visão do quadro geral, traçando metas atingíveis.

Em termos de pontos fracos, o Dominante pode exagerar na autoridade exercida em algumas situações. Se cansam facilmente de rotinas e repetição – e isso pode ser ruim em alguns ambientes de trabalho. Além disso, eles tendem a ignorar os detalhes e são mais generalistas, podendo afetar o resultado da equipe em algumas situações.

O tipo de trabalho que mais combina com o Dominante é aquele ligado ao futuro, com metas claras. São motivados por projetos que produzem resultados palpáveis. Adora estar no comando ou ter liberdade para criar e tomar decisões. Quando se trata de desenvolvimento na vida profissional e pessoal, é importante que seja incentivada a capacidade de ouvir e compreender melhor a ideia e sentimento de terceiros. Mesmo sendo extremamente ligado ao cumprimento de metas, é importante motivar o relacionamento pessoal e profissional com terceiros, pois o mesmo pode ser negligenciado em muitas pessoas que possuem o perfil Dominante.

Teste DISC: O Influenciador

Uma pessoa extrovertida, orientada a pessoas, que adora se socializar e se divertir. Este tipo de pessoa é extremamente influenciada pelo o que terceiros pensam dela.

Entusiastas, otimistas, persuasivos e emocionais. Os influenciadores adoram estar conectados com outras pessoas e estão sempre em busca de aumentar a sua rede de contatos. São motivados por trabalhos que necessitam de exploração de novas ideias – mas tem a dificuldade de não se concentrar nas atividades que estão sendo realizadas.

As pessoas do tipo I são mais informais. Mas ao mesmo tempo são mais abertas ao contato e aproximação de terceiros.

Quando se trata de temperamento, os Influenciadores são facilmente identificáveis ao entrar numa sala, sendo aqueles que buscam o contato e apresentação imediata com os presentes.

Teste DISC: O Estável

Teste DISC: tudo sobre uma das análises comportamentais mais conhecidas do mercado
Captain Holt, do seriado Brooklyn-99 é extremamente estável

Pessoas reservadas, que buscam por suporte, consistência e lealdade em suas relações pessoais. Também são conhecidos por serem abertos a ideias de terceiros. A sua habilidade de ouvir contribui para que sejam percebidos como pessoas calmas e controladas, até mesmo em situações onde grande stress é gerado. Esse comportamento pode ser confundido como frieza – algo que algumas vezes é verdade.

Em ambientes novos, o tipo S precisa de mais tempo para se adaptar e entender quais são aquelas pessoas com as quais ele combina. Mas uma vez adaptadas, ele tende a se abrir e participar mais das conversas e interações do grupo.

As pessoas do tipo S são muito respeitadas por seus colegas de trabalho, além de adorar áreas mais estratégicas. Muitas vezes pode parecer mais metódico do que outros tipos de personalidade. Oposto do tipo D, ele gosta de atividades mais rotineiras e tem dificuldade em quebrar padrões de trabalho. Dificilmente assume o papel de liderança de algum time – a melhor função para o tipo S é atuar como um conciliador.

Teste DISC: O Cauteloso

Teste DISC: tudo sobre uma das análises comportamentais mais conhecidas do mercado
Melman, de Madagascar, é um exemplo claro do personagem que possui o C alto.

As pessoas do tipo C são extremamente analíticas e guiadas por processos e regras. Usam a lógica para a maioria de suas decisões. Se os dados mostram uma nova lógica ou caminho, ele é facilmente convencido a adotar a nova visão. Pessoas que se encaixam na categoria C tendem a criar soluções inovadoras para os problemas enfrentados no dia a dia.

Além disso, o tipo C tem preferência por trabalhar sozinho – focado em uma só tarefa – existe aversão a multitarefa por parte deste tipo. Mesmo gostando de conversar sobre assuntos complexos, o tipo C normalmente é comparado com um robô, pela realização de tarefas de forma concentrada e por grandes períodos de tempo.

Quando se trata da comunicação do tipo C, percebe-se que o mesmo é extremamente direto e não se preocupa em adaptar seu linguajar para agradar outras pessoas.

No trabalho podem parecer pessimistas, mas isso se deve a atenção dada aos detalhes. E para trabalhar em grupo isso é ótimo, visto que por serem extremamente racionais, as observações feitas por um tipo C são pertinentes na maioria das vezes.

Devo Adotar na minha empresa?

Como vimos acima, o DISC pode passar para o gestor de RH quais as características do candidato. Isso possibilita uma maior aderência do contratado à vaga.

Existem vários assessments conhecidos e renomados no mercado, e a adoção de qualquer um deles fará com que a empresa tenha ganhos significativos nos resultados da empresa. Dessa forma, fica nas mãos de você, gestor de RH, a escolha de qual teste adotar.

Já falamos aqui no teste sobre o MBTI, o QUATI e o Palográfico. Existe algum outro que você utiliza antes de contratar? Conte pra gente nos comentários!


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *